Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

It takes two to tango

Porque o que um não quer, dois não fazem.

It takes two to tango

Porque o que um não quer, dois não fazem.

Conto de mim.

Vivia fora da sua cidade Natal e gostava. No entanto, nunca tivera um namorado na cidade onde morava. Não é que não tivesse namorado. Tinha. Mas estavam sempre separados por largas centenas de quilometros. Estavam juntos todos os fins-de-semana ou quase. Falavam todos os dias, sentiam saudades. Mas funcionava, para ela. Nunca permitiu que ninguém daquela cidade se aproximasse. Não nesses termos, pelo menos. E isto tinha uma razão de ser forte que ela percebera anos mais tarde. Sozinha naquela cidade nova que era a sua casa mantivera a sua postura de criança-crescida e independente. Teve que sê-lo sempre. Não conhecia outra forma de estar na vida, nunca pudera contar com ninguém. Ter um namorado ali seria aceitar uma muleta - não no mau sentido, mas ela não estava preparada para isso. Estava habituada a ser ela contra o mundo, a nunca baixar os braços. Se isso mudasse... se corresse mal... aquela cidade já não seria só dela, porque dias houve em que a partilhou com alguém. Em que teve alguém que se preocupou com ela, que se riu com ela, que a apoiou, que a abraçou, com quem pôde, finalmente, baixar os braços e cair, pois haviam outros braços para a segurar. Sabia que tudo mudaria no dia que se permitisse amar ali.

 

Mas o mundo dá voltas e não há cá "desta água não beberei". Para ser franca, ela sabia que, eventualmente, sem nunca ter pensado nisso com muita seriedade, encontraria alguém ali. Já trabalhava, não fazia conta de voltar para a terra Natal. O mundo estava um caos de problemas económicos e o trabalho era escasso. Ali, onde se encontrava, haveria mais oportunidades e a possibilidade de continuar a sua formação académica. Tinha a cabeça no sítio e os objectivos muito claros. Não queria sair dali. Mas ia querer uma relação estável. Ia querer um namorado que lhe desse valor. Uma família. E se queria ficar ali, era possível que tivesse que abrir uma excepção.

 

Quando aconteceu, porque era inevitável, estava relutante. Mas tudo aquilo era tão... maravilhoso, que qualquer relutância era afastada ao vislumbre do sorriso, dos olhos brilhantes e rasgados, do abraço tão perfeito que parecia feito à medida. Foi vivendo assim... feliz, deixando-se cair, como naqueles exercícios de confiança que se fazem, e os braços dele apanharam-na sempre.

 

Até que um dia o vento mudou e trouxe nuvens cinzentas. Começou uma tempestade sem fim e ele partiu. E ela vira-se sem muleta, sem bengala, sem puder baixar os braços e a já não saber viver assim. De repente, o mundo virou e ele não estava lá mais. De um dia para o outro, ela teve que reaprender a enfrentar a cidade deles sozinha, e já não a conhecia. Já não sabia os atalhos, já não conhecia os cafés. Teve de abrir os olhos, tristes, levantar a alma negra e seguir em frente, mas já não sabia onde era o norte.

 

De um dia para o outro, o mundo dela, parou. Deu um dia para o outro não havia mais tu e eu, e apenas eu, sozinha, a reaprender um mundo que já não é meu.

 

 

Conta-me como foi #1

Ora aqui está o primeiro post da rubrica Conta-me como foi, como reviews dos novos produtos de cosmética cá em casa.

 

#1 Solutions Youth Minerals, Creme de dia FPS 20 e Creme de noite, Avon

Diz-se que temos que começar a ter cuidados com o envelhecimento da nossa pele a partir dos 25 anos, mais cedo até, se somos fumadores. Certo é que experimentei vários produtos, mas há um mês que esta linha da Avon é a dona do meu coração.

 

De aplicação diária, com o melhor cheirinho do mundo e com uma teztura óptima e nada gordurosa, a usar há um mês, já noto a minha pele mais firme e homogénea. Ambos os cremes são de rápida absorção, e deixam a pele fofinha tipo pêssego. Uma delícia. E o preço? Comprei-os numa promoção, mas rondam os 10 euros cada boião de 50ml. Se quiserem, espreitem o post anterior e vejam o catálogo. Eu escolhi esta linha, mas a Solutions (elaborada com produtos naturais) tem outras que se podem ajustar melhor às vossas necessidades!

 

#2 Máscara de pestanas Volumeyes+, Kiko

 

 Apresento-vos a nova amiga das minhas pestanas. Eu , graçádeus, já tenho um pestanão, mas precisava de uma máscara que as desenhasse e lhes desse definição e curvas. É esta. Por pouco menos de 4€ trouxe-a para casa. Promete pestanas maiores ao fim de 30 dias de utilização - mais diâmetro. Não vos consigo precisar porque não a uso religiosamente todos os dias, mas cumpre o meu requisito. Nada de pestanas coladas, fácil aplicação mesmo nas pestanas mais curtas e seca rapidinho. O grande senão - não é à prova de água, mas também não era requisito quando a comprei. Um básico acessível que vem colmatar a minha falha de há uns meses. Não me arrependo.

 

Avon

A nova campanha está aí e já estamos em Outubro, com o Natal a aproximar-se a passos largos. Assim, vejam lá o catálogo com cautela e calma, que andam aí demónios em promoção e qualidade. Eu tenho usado vários produtos (o post review está em preparação) e digo-vos que estou fã. Há coisas que vou, de certo, deixar de comprar em lojas. Óptima qualidade e preços maravilhosos aliado a promoções com os nossos produtos favoritos. Não é bom?

 

Se quiserem encomendar,podem fazê-lo directamente no catálogo virtual. Basta clicarem em cima da página que tem o produto e depois escolher o que querem. No fim, em cima, cliquem enviar saco, e ele vai parar directamente à minha conta. Enviem-me depois um e-mail com os detalhes da vossa encomenda (entrego em mãos em Lisboa e Leiria).

O Sapo está diferente!!

O sapo está todo lindo, e moderno. Uma pessoa nem sabe bem onde mexer ainda. Mas as mudanças são sempre bem vindas, e como hoje é dia do Animal, beijinho para o Sapico! E por falar em animais, vós que me acompanham no facebook sabiam que eu tenho uma gata fujona. Pois é, na semana passada Dona Litra resolveu sair pela janela e desaparecer. Já eu andava a preparar um batimento à menina quando ontem à noite ela chegou, cheia de lata, entrou a bufar com toda a gente e foi direitinha à taça da comida. Está em casa e bem e eu rezo para que não me traga bebés na barriga....