Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Manifesto da Garota

"Desabafos resultados de fraquezas", música, politiquices, opiniões gratuitas e posts sem conteúdo. Acima de tudo, vida, muita vida!

O Manifesto da Garota

"Desabafos resultados de fraquezas", música, politiquices, opiniões gratuitas e posts sem conteúdo. Acima de tudo, vida, muita vida!

A capacidade imaginativa dos homens.

Não me perguntem porque é que surgiu a ideia deste post. Não querem saber, e eu não quero pensar nisso. Mas, estava eu a caminho aqui do estaminé, hoje de manhã, quando comecei a pensar nos nomes engraçados (not) que os homens dão às respectivas nas relações... ou fora delas, quando as relações ainda não o foram. A sua capacidade imaginativa é nula. Tão nula que o que eles nos chamam é impessoal porque a probabilidade de o virem a chamar à próxima é grande. Já me aconteceu. Até as nossas músicas deixam de ser nossas. Passam a ser das outras todas (sobre isto tenho um episódio fantástico de despique mental com a actual namorada do meu primeiro namorado...).

 

Eu já fui princesa (cliché), Texuga e Pantufa... exactamente por esta ordem. Entretanto apareceu o perito em alcunhas, de seu nome Garoto, e todos os dias eu era uma coisa difente: Trenguinha, Pinxavelho, Piolho, Garota, Caxopa, Voa-voa, Maria dos Tambores, Maria dos Pampilhos, Doutorinha, enfim, uma panóplia de coisas. Depois assentamos arraiais no Garoto e Garota (ele também é outra coisa... mas não interessa) e agora sou só a J.B. ou a Dr.ª J.B. se ele estiver com os azeites.

 

E vocês? Qual foi o nome mais ridículo que já vos chamaram?

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.