Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Manifesto da Garota

"Desabafos resultados de fraquezas", música, politiquices, opiniões gratuitas e posts sem conteúdo. Acima de tudo, vida, muita vida!

O Manifesto da Garota

"Desabafos resultados de fraquezas", música, politiquices, opiniões gratuitas e posts sem conteúdo. Acima de tudo, vida, muita vida!

I'm still a Rockstar!!

As mulheres são um bicho estranho. Passei o fim-de-semana a rezar para que a segunda-feira chegasse rápido. É hoje que ele vai lá buscar o que lhe pertence. Mas agora, que chegou, eu queria mesmo era que não tivesse chegado. Porque quando aquele saco que lá está à porta desaparecer, é o fim. Mesmo.

 

Mas, diz ele, quer que fiquemos amigos. Vocês não imaginam a confusão que isto me faz. Como posso ser amiga de uma pessoa que amo e a quem só me apetece dar beijinhos? É que isto, de gostar assim, não tem botão para desligar. Era bom, poupar-nos-ia a todas grande sofrimento. 

 

Descobri a cura para o fim das relações. E não, não está nas comédias românticas. Fujam dessa merda a sete pés. O ser humano tem uma tendência incontrolável para fazer paralelismos. Não, aquilo não acontece na vida real. Procurem comédias a sério, estúpidas, que não vos façam pensar e vos arranquem sorrisos ou, quiçá, uma bela gargalhada. Quando se ouvirem a rir saberão que o fim da relação não é o fim do mundo.

 

O único filme válido para a choradeira é o Casablanca. Não tem um final feliz. But they'll always have Paris, e nós também teremos sempre guardados os melhores momentos. 

 

As sestas também ajudam. O desgaste emocional proporciona um sono pesado e sem grandes sonhos. Preparem-se, porque a noite, com sestas ou sem elas, não vos permitirá dormir. Falta qualquer coisa... falta tudo! E começa a ronda de questões às quais não podemos dar alimento. A sério que não!

 

Além disso, eu dormi muito porque... a vida continua não é? E não sei se o outro perderá horas de sono por minha causa, mas eu não queria certamente gastar quilos de maquilhagem hoje, para ter um aspecto minimamente decente que me permitisse sair de casa e chegar ao trabalho sem ouvir comentários. Resultou. A primeira coisa que me perguntaram foi "E os teus Zés, estão bons?!", portanto...

 

Depois, cantem, ouçam música alto, dancem em casa que nem loucas, e cantem, berrem a plenos pulmões. E nada de "eu dava tudo p'ra te ter aqui" da Ferreira, nem cá Bublés e afins. Aquela coisa do Anselmo Ralph também não vale. Cantem coisas que vos transmitam força. Muita força e vontade de viver que é disso que a gente precisa. E se vocês soubessem o quanto eu cantei... ui!

 

Comam chocolate, a sério. Caguem nessa coisa do chocolate engordar. primeiro, porque pelos vistos é peta, e depois porque nós merecemos o mimo, e faz bem à cabeça! 

 

Acima de tudo, vamos acreditar que isto passa mais depressa do que esperamos...

 

E chorem. Chorem tudo o que tiverem que chorar. Gritem tudo o que tiverem de gritar. Chamem todos os nomes do mundo. Digam mil vezes que o amam. Faz parte :/

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.