Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Manifesto da Garota

"Desabafos resultados de fraquezas", música, politiquices, opiniões gratuitas e posts sem conteúdo. Acima de tudo, vida, muita vida!

O Manifesto da Garota

"Desabafos resultados de fraquezas", música, politiquices, opiniões gratuitas e posts sem conteúdo. Acima de tudo, vida, muita vida!

Fim-de-semana de cura emocional.

Às vezes precisamos de "curas emocionais". Eu andava a precisar, como era facilmente adivinhavel pelos leitores atentos do tasco. E este fim-de-semana foi. Saí do trabalho para ir beber uma imperial, acabei com uma descomunal bebedeira, daquelas que lava. O nosso estado emocional influencia muito a nossa resistência ao álcool. A minha, na Sexta, era nula. Isso, ou os 4 shots de Tequilla em meia hora. 

 

Adiante, chorei muito. Chorei, chorei, chorei até que o sorriso voltou, enquanto chorava. Estou bem, pensei. E estava. Bebi uma aguinha, um pacotinho de açúcar e, daí a meia horinha, estava fina (com o estômago todo abronhado, mas fina). Chegada a casa, agarrei no caderninho e escrevi, escrevi, escrevi quase durante uma hora e meia! Saiu quase tudo. 

 

Retive uma frase, que me disseram: "Tu gostas de acreditar que ele gosta de ti mas, na verdade, não sabes!". É irrefutável, e ficou. Ficou aqui até hoje. 

 

Percebi que estou em pânico por ir sair de casa. Acabou-se a segurança de ter alguém que cuide de mim a qualquer hora, por isso, no restante fim-de-semana, usei e abusei da presença do meu pai. Ao limite. Ele gostou. Também os pais gostam de sentir que fazem falta.

 

De qualquer maneira, a minha sorte está a mudar. Uma raspadinha que comprei na noite da majoral bebedeira trouxe com ela 15€. E hoje o dia começou radioso. Já não tenho a cabeça invadida de Garoto, e só sei que hoje é dia de Merkl. Vemo-nos no Largo Camões?