Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Manifesto da Garota

"Desabafos resultados de fraquezas", música, politiquices, opiniões gratuitas e posts sem conteúdo. Acima de tudo, vida, muita vida!

O Manifesto da Garota

"Desabafos resultados de fraquezas", música, politiquices, opiniões gratuitas e posts sem conteúdo. Acima de tudo, vida, muita vida!

Resolução de ano novo #2

Vou entrar numa fase de poupança extrema.Ok, extrema é exagero... mas de poupança.

 

Apesar de dar ar disso (cof cof) eu nem sou grande consumista. Peso bem, ou tento pesar as minhas compras. No que toca a farpelas e trapinhos, pelo menos. Vejam lá, que estava cheia de genica para ir aos saldos e nem lá pus os pés. O que queria mesmo, mesmo, não entrou para saldos e não me apeteceu enfiar nos shoppings e/ou finalizar compras em lojas online.

 

Mas gasto dinheiro noutras coisas parvas. Por exemplo, por norma, à noite depois de jantar faço panquecas para o pequeno almoço do dia seguinte (aguentam e bem!). Se há um dia que não faço, o que acontece é que vou gastar dinheiro a comer fora de casa, porque sou uma perguiçosa gorda que não quer sair da cama mais cedo para comer uma taça de cereais... que as panquecas dão para levar para o comboio. Ora, se repetir esta brincadeira 2 vezes por semana, são 3 euros (que eu sou pessoa de comer baratinho...) que vão à vida, por perguiça, senhores. 12 euros num mês!

 

Outra coisa parva onde gasto dinheiro - café. Já vos disse aqui que o meu dia não começa antes de dois cafés e meia chávena de chá no estômago. Ora, por perguiça (mais uma vez) de tirar o cú da cama mais cedo ou de passar no supermercado, o cafézinho é fora de casa. No escritório também é à borliú, mas esta que vos escreve entende que não pode esperar mais cinco minutos e, então, pára no café da esquina antes de entrar. Qual é o resultado desta brincadeira? Ora, é 1,30€ por dia, ou seja, 6,50€ por semana... vamos fazer a conta ao mês?? A módica quantia de 26€. Coisa pouca... A partir de amanhã, café é em casa e no escritório. Com menos de metade disso tenho café em casa o mês todo.

 

O almoço: o sítio onde trabalho, como agora a grande maioria, tem uma copa equipada com frigorífico e microondas. Ora, trazer almocinho bom, caseirinho é o que se quer. Só que não. E, eu já vos disse que sou preguiçosa, não disse? Pois. Chegar a casa depois do trabalho, tratar do gordo e dos besnicos, da casa, da roupa e do diabo a sete às vezes (demasiadas vezes) termina comigo sentada no sofá já a horas avançadas, a trincar qualquer coisa. E, claro, no dia seguinte, a gastar 3,50€ numa sopa, num salgado (e num café). Ora, mais uma brincadeira que, se acontecer duas vezes por semana, já me leva 7€. Viva a marmita e o domingo na cozinha. A partir de agora é assim (só não sei bem o que vou fazer hoje para o jantar/almoço de amanhã... acudam-me!).

 

Tenho tentado tomar mais atenção a onde gasto o meu dinheiro. O que é certo é que não é fácil um ordenado gerir uma casa e tudo o que lhe é inerente. E do nada, nestas pequenas coisas, nestes pequenos hábitos que nos parece, tão inocentes ("são só 2€!" "Só 0.65€, não morro!") estão 66€ mensais. E sabem o que posso fazer com eles? Pagar a conta da Luz. E sobra! Dá para o passe, vejam bem!

 

Vou-vos contando como está a correr a coisa. O plano é cortar com estas despesas parvas e começar a criar uma almofadazinha que me deixe respirar. Para já, 3 meses sem cafés fora de casa (vá, deixem-me lá ir beber um cafézinho ao fim-de-semana, ok?).

 

Mais ideias de coisas em que andemos a gastar dinheiro à toa?

2 comentários

Comentar post