Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Manifesto da Garota

"Desabafos resultados de fraquezas", música, politiquices, opiniões gratuitas e posts sem conteúdo. Acima de tudo, vida, muita vida!

O Manifesto da Garota

"Desabafos resultados de fraquezas", música, politiquices, opiniões gratuitas e posts sem conteúdo. Acima de tudo, vida, muita vida!

J.B. dá música // 10 músicas mais sexy da vida da Garota (Pt. 1)

Inspirada num post do Facebook do Que amor é este? resolvi deixar-vos uma lista das músicas que acho mais sensualonas, de sempre. Aquelas músicas fétiche, que me fazem borboletas na barriga e dão vontade de fazer o amor. Tenham em atenção que isto é tudo uma questão de gostos e eu sou uma 'ssoa do rock. E que quase que podia fazer esta lista com músicas de Deftones, que acho que, ao nível da sensualidade musical são o auge!

Estejam à vontade para juntar mais umas quantas à lista.

 

#1 Digital Bath - Deftones

Esta é A sensualidade em versão musical. Não consigo ouvir isto sem visualizar corpos em contra luz, num ambiente a puxar para o escuro. Sem badalhoquice, malta! Só a sensualizar forte encostados a uma parede! A culpa disto é do Chino Moreno. 

 

 

 

#2 You've seen the butcher - Deftones

 

Repito: acho que conseguia fazer esta lista só com Deftones. Há qualquer coisa na sonoridade deles que me arrepia a espinha e me faz (quase) saltar a roupitxa

#3 Sexual Healing - Ben Harper

 

Harper era crush musical há uns anos (não chegava aos calcanhares do meu mega-maridão-Cornell, e uma moça tem o coração grande, dá para muita crush) mas já me satisfazia o ouvido e alegrava o coração se me cantasse ao ouvido. Se cantasse esta, especialmente, era gajo para ter sorte...

 

 

#4 Do I wanna know - Artic Monkeys

 

O Alex Turner tem um cantinho especial no meu coração, antes desta coisa sepia em que se tornou, e este Do I wanna know é canção para me dar palpitações e peles de galinha (esta e outras, mas já lá vamos).

 

 

 #5 Trash - Korn

 

Esta é estranha. Se ouvirem a letra vão achar que estou louca, mas a explicação é fácil - BAIXO. O Baixo de KORN ataca-me as entranhas. 

 

 

 

 

...

Ando a regressar às minhas origens e o hip-hop tem vindo a ser presença assídua nos meus ouvidos, nos últimos meses.

Hoje acordei com esta na cabeça, e já roda:

 

 

 

Saudade.

Por motivos que não interessam para nada, pesquisava eu, nas internets, o que significava saudade e eis que, na Wikipédia, se encontra isto:

"Em Portugal, o termo também é usado para descrever a sensação de " simplesmente estou muito bem na minha vidinha e de repente sou trucidado com qualquer coisa que vejo, ouço ou cheiro e te põem à minha frente"." Trucidado parece-me um termo bom suficiente para descrever aquilo que sentimos quando estamos em via de nos curar de alguém e, do nada, por mero acaso, já valentes passos dados na estória da superação, nos lembramos que aquele ser continua a respirar algures no mundo e se nos apoquenta que não respire no nosso* e ao pé de nós.

 

 

*Dica roubada à descarada da Black, dos Pearl Jam. Por amor à Santa, se não conhecem a música estão a perder uma das melhores músicas de (des)amor de sempre. Ide ouvir.

International you day

O meu primeiro namorado de sempre faz anos hoje. 31 anos. Conhecemo-nos há uma vida atrás. Há 15 anos. O meu primeiro namorado, que foi o meu primeiro amor e a quem dei umas valentes chapadas porque só fazia bostas, foi pai pela primeira vez na semana passada. Vejo a vida correr-lhe tão feliz que se me enche de felicidade a minha também.

 

Que sejas imensamente feliz. Que essa garota te traga milhões de sorrisos. Que a embales sempre com esta e lhe faças concertos privados à cabeceira.

Parabéns!